Ecônomos do Regional Sul 2 da CNBB realizaram seu encontro anual nos dias 28 a 30 de março, no Centro de Formação São João Diego, em Guarapuava (PR). Participaram 37 pessoas, entre padres e leigos, representando 16 dioceses e 2 eparquias ucranianas do Paraná. Coordenado pelo secretário executivo do Regional Sul 2 da CNBB, padre Valdecir Badzinski, o encontro contou também com a presença do bispo da diocese de Guarapuava e secretário do Regional Sul 2, Dom Amilton Manoel da Silva, e do bispo de Campo Mourão (PR) e membro do Conselho Fiscal do Regional Sul 2 da CNBB, Dom Bruno Elizeu Versari.  

Missa no Santuário Diocesano Nossa Senhora de Belém

Na pauta do encontro, que teve por objetivo a avaliação da caminhada das dioceses e a atualização de assuntos referentes à gestão eclesial, estiveram vários assuntos. Dentre eles, a gestão da Missão São Paulo VI, que a Igreja do Paraná mantém no país da Guiné-Bissau, na África; a gestão eclesial diocesana: imunidade, isenção e contabilidade; e a economia diocesana e a pandemia, fazendo uma análise a partir do método FOFA, que avalia quais são as Forças, Oportunidades, Fraquezas e Aprendizagem. Dom Bruno, que também é referencial para o Dízimo na Igreja do Paraná, trabalhou com os participantes o tema da “evangelização a partir do Dízimo”.  

Dom Bruno fala aos participantes sobre “Evangelização a partir do Dízimo”.

Para o padre Nilton Reami, ecônomo da diocese de Paranavaí (PR), que participa pela primeira vez do encontro, foi um momento de aprendizado. “Bem, estou um pouco apreensivo, pois assumi essa nova missão, a pedido do bispo diocesano, há pouco tempo. Estou aqui como ouvinte e aprendiz para ouvir e entender como os outros fazem e exercem essa função. É uma oportunidade de aprender mais sobre essa função com os amigos que já tem uma longa experiência como ecônomos nas dioceses”, disse padre Nilton. 

O ecônomo da diocese de Paranaguá (PR), padre Luiz Gonzaga Peres, afirmou que o mais enriquecedor do encontro é a troca de experiências. “Sempre é um momento muito marcante quando a gente encontra com outros que exercem a mesma função que a gente. A troca de experiência é o que mais me enriquece, porque dificuldades e pontos positivos todos nós temos. Então, essa troca, tanto das coisas positivas como das negativas, traz um enriquecimento maior do que qualquer curso de formação”, constatou o sacerdote.  

Ao final do dia 29 de março, o grupo fez uma visita técnica à Mitra Diocesana de Guarapuava (PR), conhecendo as instalações e como a diocese se organiza administrativamente. Logo após, para encerrar as atividades do dia, participaram da Santa Missa, presidida por Dom Amilton, no Santuário Diocesano Nossa Senhora de Belém. 

Visita à Mitra Diocesana de Guarapuava

Esse encontro, promovido pelo Regional Sul 2 da CNBB, acontece uma vez por ano e reúne os padres ecônomos e leigos que atuam no departamento financeiro das dioceses do Paraná para um momento de formação, partilha e atualização.  

(Karina de Carvalho – Assessora de Comunicação da CNBB Sul 2)

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts