Os padres coordenadores diocesanos da Ação Evangelizadora no Paraná iniciaram na tarde dessa segunda-feira, 9 de maio, no Seminário Santo Agostinho, em Maringá (PR), um encontro de estudos e encaminhamentos, que vai até o meio-dia de quarta-feira, 11 de maio. O encontro, que conta com a participação de 23 padres, é coordenado pelo bispo de Guarapuava (PR) e secretário da CNBB Sul 2, dom Amilton Manoel da Silva, e pelo secretário executivo da CNBB Sul 2, padre Valdecir Badzinski.

Após dois anos de restrições devido à pandemia, nos quais foram possíveis somente encontros remotos, o grupo se reúne presencialmente, colocando como primeiro trabalho da pauta uma partilha pessoal e pastoral. Dom Amilton afirmou que, depois desse tempo, sem a proximidade do encontro, foi muito importante dedicar essa tarde para ouvir como cada padre está se sentindo pessoalmente e com relação à evangelização.

“Percebemos que há um esforço grande dos padres nesse retorno da pandemia, assim como há uma resposta bonita do nosso povo. O povo não está voltando apenas a forma presencial, o povo está voltando com muita expectativa, com muito desejo do novo nesse período que podemos chamar de pós pandemia, e há uma esperança estampada em cada ação e em cada gesto que eles têm feito. Isso está motivando os padres”, disse dom Amilton.

Segundo dom Amilton, o contexto atual tem sido impulsionado pelo Sínodo. “O processo sinodal, de alguma forma, tem reencantado as dioceses, ele chegou numa hora muito boa. O Sínodo veio impulsionar essa pós pandemia a ter um retorno bonito, num processo de escuta. Tudo isso ficou evidenciado nas partilhas dos padres”.

O grupo encerrou os trabalhos do dia com uma missa que foi presidida pelo padre Genivaldo Ubinge, da Arquidiocese de Maringá (PR), ladeado pelo padre Fábio Augusto Welter, da diocese de Foz do Iguaçu (PR), e pelo padre Carlos Antonio Gomes, da diocese de Umuarama (PR).

(Karina de Carvalho – Assessora de Comunicação da CNBB Sul 2)

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts