“Pela simplicidade da minha mãe e do meu pai aprendemos a rezar”. As palavras de Dom Frei Severino Clasen, OFM, já como Arcebispo de Maringá, foram acompanhadas pelo olhar atento de arcebispos, bispos, padres, seminaristas, religiosas e religiosos, diáconos e leigos na Catedral Metropolitana Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, na manhã de sábado, 15 de agosto de 2020. A igreja estava ocupada por aproximadamente 450 pessoas, menos de 30% da capacidade do templo – devido às restrições sanitárias, por causa da pandemia da Covid-19.

A celebração durou cerca de duas horas e trinta minutos. Em seu discurso, Dom Frei Severino Clasendestacou que irá seguir Jesus na pele humana de todas as pessoas, independentemente das religiões, das ideologias, das profissões, da dimensão social”. “Todos, todas, somos filhos de Deus. “É Jesus que nós seguimos. Mais ninguém”, afirmou.

Um dos discursos feitos durante a celebração, foi o do Arcebispo Emérito de Maringá, Dom Anuar Battisti. Emocionado, Dom Anuar disse que Dom Severino “é um presente para Maringá”.

“Receba o meu forte abraço de irmão, mesmo não podendo abraçá-lo. Tenho certeza que já se levantou nesta terra, um povo que reza por ti. Este povo lhe sustentará na oração. E eu faço parte deste povo. Conte com as minhas orações e amizade”, finalizou Dom Anuar.

Com o lema episcopal “Acolher e Cuidar”, Dom Frei Severino conclamou o Povo de Deus a buscar “o que é fonte de unidade e do diálogo”, sempre com o foco em Jesus e a intercessão de Maria.

Papa Francisco nomeou Dom Severino Clasen Arcebispo de Maringá dia 1º de julho, transferindo-o da Diocese de Caçador. Dom Severino também foi Bispo de Araçuaí, Minas Gerais; por oito anos presidiu a Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato da CNBB e, até ser nomeado Arcebispo de Maringá, presidia o Regional Sul 4 da CNBB, que representa a Igreja Católica em Santa Catarina.

Para mais fotos, clique aqui.

Veja, em vídeo, a celebração na íntegra

(Fonte: Arquidiocese de Maringá)

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts