O bispo de Paranavaí (PR), Dom Mário Spaki, foi eleito pelo Conselho Permanente da CNBB, em novembro de 2019, como referencial para o Charis no Brasil

Entre os dias 14 a 17 de janeiro, a sede da Obra de Maria, em Recife (PE), sediou o 1º Encontro Internacional de Novas Comunidades. Evento promovido pelo CHARIS (do inglês: Catholic Charismatic Renewal International Service: Serviço internacional da Renovação Carismática Católica), um novo organismo da Igreja Católica, instituído pelo Papa Francisco no Pentecostes de 2019. O objetivo desse organismo é ser um serviço internacional para cuidar de toda a corrente de graça que veio por meio do Espírito Santo para a Igreja.

O Papa deseja fortalecer a comunhão entre todas as expressões carismáticas, que envolve o próprio movimento, as novas comunidades, os padres cantores, os meios de comunicação, as gráficas, missões, acampamentos etc.

O evento iniciou no dia 14, terça-feira, com a presença de 93 fundadores de novas comunidades do Brasil. No dia seguinte, continuou com a participação de delegações de mais de 71 países. Estiveram presentes no encontro, o Cardeal Kevin Joseph Farrell, Prefeito do Dicastério dos Leigos, Família e Vida do Vaticano, Dom Mário Spaki, bispo de Paranavaí (PR), eleito referencial para o Serviço Nacional de Comunhão (que é o Charis no Brasil), o moderador do Charis internacional, Jean-Luc Moens.

Da esquerda: Jean-Luc Moens, Cardeal Kevin Joseph Farrell e Dom Mário Spaki

Para Dom Mário Spaki foi o primeiro contato com o Charis, desde que foi eleito na reunião do Conselho Permanente da CNBB como referencial para o organismo no Brasil, em novembro de 2019. Após participar do encontro e conhecer melhor o organismo, ele afirma: “Fiquei encantado por perceber como a corrente de graça que continua descendo.do Espírito Santo a todo momento é central na evangelização hodierna”.

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts