uniCom participação de 48 pessoas entre catequistas e ministros extraordinários da comunhão eucarística na Casa de formação Cristã, Santa Rosa de Lima, de União da Vitória- PR, a Coordenação Diocesana da Catequese realizou a 6ª etapa da Escola Catequética Diocesana Semeadores do Reino que formou nessa 29 novos catequistas, sendo já a 7ª turma desde 2000

Com início no sábado, 05, a Escola contou com a formação dada pelo padre André Marmilicz, que trabalhou o tema: A confiança nas entrelinhas da vida, na área da psicopedagogia, no período da tarde, o professor Adilson Machado que, lançou seu terceiro livro na área da Oratória, passou aos participantes dicas de comunicação em público e com os públicos e a noite, ainda no sábado houve uma confraternização com homenagem aos 29 formandos dessa etapa, dentre os 48 participantes.

Para o professor Adilson Machado, a Oratória para as lideranças da igreja é fundamental nos dias de hoje. “Quem trabalha na liderança da igreja precisa cada vez mais dinamizar sua comunicação, torná-la atrativa, por isso esse assunto nunca se esgota”, declara o professor. Para os catequistas que tem como público as crianças e adolescentes, o desafio é muito maior, pois o discurso dever ser adaptado à sua linguagem e dinamicidade declara também ele. “Não podemos ter apenas uma forma de comunicar, temos que usar de diversos recursos”.

Univitoria

No domingo, 06, padre Rodrigo Scherer Reitz, assessor diocesano da catequese, trabalhou o conteúdo da Doutrina Social da Igreja que é tratado a partir de um corpo de documentos da Igreja Católica que falam do aspecto social, econômico e familiar que o cristão católico está inserido. Segundo o padre, esse assunto ajuda aos participantes a olhar a sua realidade a partir do evangelho. “A Doutrina Social da Igreja oferece um contato com essa realidade social a qual o cristão vive e uma resposta à sua realidade à luz do evangelho e do magistério da Igreja, para que possa refletir sobre o valor da pessoa humana em todo seu conjunto”, afirma padre Rodrigo.

Uma das participantes e formandas da Escola é Juciele de Fátima Galvão, da paróquia São Carlos Borromeu, de Paula Freitas – PR. Sua família era no começo da denominação Luterana, e não tendo um igreja local onde participarem foi incentivada por umas amigas e com o apoio de uma padre na época para se envolver mais na igreja católica. Começou então dando aulas de catequese e ingressou na Escola Diocesana. Segundo ela, a Escola trouxe uma bagagem maior para sua vida. “A Escola trouxe para mim mais aprofundamento nos conteúdos da fé, agora posso levar isso aos meus alunos”, diz.  Outro formando foi Celso Canuto, de Porto Vitória – PR, há 8 anos catequista, uma das formações que lhe cativou vou sobre a comunicação e agora quer colocar na prática. “A formação nos ajuda pelo conhecimento e pela vivência, e quero aplicar mais a comunicação aos novos desafios”, declarou o formando.

Completando 13 anos, a Escola Semeadores do Reino iniciou formando apenas catequistas, mas atualmente abriu a formação também para os ministros extraordinários da comunhão. Contudo, segundo Célio Calikoski, coordenador diocesano da catequese a ideia da Escola é preparar os catequistas para as comunidades. “A ideia principal da escola é formar catequistas para lecionar nas salas de catequese em suas paróquias”, afirma o coordenador.O período da Escola é de 2 anos, tendo três encontros anuais: um fim de semana em março, um em junho e um em outubro com temas definidos pela coordenação nacional da catequese. “Todos os temas trabalhados pelos catequistas, desde a bíblia, a espiritualidade e a comunicação na catequese são trazidos aqui para um maior aperfeiçoamento”, completa Calikoski.

A seleção para os participantes segue critérios como: ter três anos de catequista, ter no mínimo 18 anos e passar pela aprovação dos párocos junto com a coordenação paroquial da catequese. Contudo diz ainda Célio Calikoski que o convite é aberto a todos, buscando despertar maior interesse de outros catequistas.

A Escola se encerrou com a celebração da missa onde foram entregues ao final da celebração os certificados aos 29 formandos. Padre Rodrigo como uma mensagem de envio e coragem relembrou a todos o que Paulo dizia na leitura da missa, na segunda carta a Timóteo: “Usa um compêndio das palavras sadias que de mim ouviste em matéria de fé e de amor em Cristo Jesus. Guarda o precioso depósito com a ajuda do Espírito Santo, que habita em nós.” (2Tm 1,13-14).

 

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts