O Papa Francisco nomeou bispo da Diocese de Cornélio Procópio Dom Manoel João Francisco, até então bispo da Diocese de Chapecó (SC), desde 1998. A Presidência dos Bispos do Regional Sul 2 manifesta alegria pela nomeação de Dom Manoel e o acolhe de braços abertos. 

Dom Manoel esteve à frente da Diocese de Chapecó por 15 anos. Nesses anos de serviço à Diocese, Dom Manoel se destacou pelo testemunho e pela dedicação à vida pastoral, fortalecendo a presença contínua de Deus meio do povo. Seu lema episcopal é “Em vasos de argila”.

Em âmbito nacional, Dom Manoel é o atual presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), missão que assumiu em março de 2011, devido à sua grande sensibilidade ecumênica.

Dom Manoel nasceu no dia 05 de setembro de 1946, em Machados, Itajaí, Santa Catarina. Com a emancipação de Navegantes, Machados passou a fazer parte deste novo município.

É filho de João Bernardino Francisco e de Maria Santos Francisco. É o quinto de uma família de dez filhos. Três rapazes e sete moças. O pai no início trabalhou na roça, como arrendatário, depois como operário numa fábrica de papel. A mãe, juntamente com os filhos, sempre trabalhou na roça em terra arrendada.

Entrou na escola com 09 anos e foi para o Pré-Seminário Nossa Senhora de Fátima em Antônio Carlos/SC, com 13 anos. Passou em seguida para o Seminário Menor de Azambuja, Brusque/SC, onde cursou o Ginásio e o Científico. Em 1968, tendo prestado exame vestibular ingressou na Faculdade de Filosofia, licenciando-se neste curso em 1971, pela Universidade Federal do Paraná. Em 1970 iniciou o curso de Teologia no Instituto Teológico de Curitiba.

Em 1972 matriculou-se na Faculdade de Pedagogia, formando-se em Orientação Educacional em 1973 pela Universidade Federal do Paraná.

De 1975 a 1977 fez o Mestrado em Teologia Dogmática com especialização em Sacramentos no Pontifício Ateneu Santo Anselmo em Roma. Em 1989 voltou a Roma, onde doutorou-se com a mesma especialização e no mesmo Ateneu, em dezembro de 1991. De 1994 a 1995 especializou-se em Gerontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

A ordenação presbiteral aconteceu em Machados, no dia 08 de dezembro de 1973. Nos seus 25 anos de padre, Dom Manoel trabalhou como vigário paroquial em Biguaçu,  Rieti (Itália), Palhoça e Ribeirão da Ilha. Foi pároco na Coloninha (Florianópolis), Camboriú e Ponte do Imaruí (Palhoça).

Foi orientador dos seminaristas, estudantes de Teologia, de 1978 a 1980. Professor de Teologia, no Instituto Teológico de Santa Catarina (ITESC), desde 1978 até 1998. Tem colaborado também como professor na Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, São Paulo, no curso de pós-graduação em Liturgia, e nas Universidades do Sul do Estado (UNISUL), Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB) e Universidade de Joinville (UNIVILLE), no curso de Ciências da Religião.

Foi também membro do Conselho de Presbíteros da Arquidiocese de Florianópolis, do Secretariado de Pastoral, da Equipe de Animação do Projeto Rumo ao Novo Milênio, Coordenador da Equipe Arquidiocesana de Liturgia, coordenador de Pastoral da Comarca do Estreito, coordenador da Equipe Arquidiocesana de Pastoral dos Enfermos, coordenador do Centro Ecumênico de Estudos em Florianópolis, representante da Igreja Católica na Comissão Regional de Educação Religiosa (Seccional do CIER) em Itajaí e em Florianópolis, membro da Equipe Nacional de Reflexão Litúrgica (Assessoria à CNBB), presidente (um período) e vice-presidente (dois períodos) da Associação dos Liturgistas do Brasil (ASLI) e membro da Comissão de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Santa Catarina.

Nos últimos cinco anos como presbítero, foi Diretor do Instituto Teológico de Santa Catarina. No dia 28 de outubro de 1998 foi nomeado pelo Santo Padre, o Papa João Paulo II, bispo de Chapecó (SC).

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts