Após 15 anos de pastoreio na capital baiana, 12 deles à frente da Arquidiocese de Salvador, o Cardeal Dom Geraldo Majella Agnelo se prepara para voltar à  Londrina, PR. A viagem está prevista para o mês de março, depois que retornar do Consistório dos Cardeais, que acontecerá em Roma. Para homenagear e agradecer ao Cardeal, os fiéis participarão de uma Missa, no dia 15 de março, às 10h, na Catedral Basílica.

De acordo com Dom Geraldo, a decisão da mudança se deu pelo desejo de ficar geograficamente mais próximo à família. “Acolhi o convite da Arquidiocese da qual fui Arcebispo [1983-1991]. Lá ficarei mais próximo dos meus familiares que moram em São Paulo. Não deixarei Salvador. Voltarei sempre porque a minha atenção está voltada para esta Arquidiocese. Quero bem a todos. Deixo a minha benção para cada um”, afirmou.

Nomeado Arcebispo de Salvador em 13 de janeiro de 1999, pelo Papa João Paulo II, Dom Geraldo tomou posse canônica em 11 de março do mesmo ano e logo deu início aos trabalhos pastorais. Em 21 de janeiro de 2001 foi eleito Cardeal da Santa Igreja Romana, ao lado de outros 43 cardeais da Europa, Ásia, África e América. Em 2003 assumiu a presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, cargo que ocupou até maio de 2007.

Dom Geraldo foi, ainda, um dos presidentes da Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e Caribenho, realizada em Aparecida (SP). O Arcebispo Emérito também teve papel de destaque na criação da Pastoral da Criança, fundada há 30 anos no Brasil e há 27 na capital baiana, com o objetivo de inserir a igreja na luta para combater a mortalidade infantil. O Cardeal foi o 26º Arcebispo de Salvador e participou, em março de 2013, do Conclave que elegeu o Papa Francisco.

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts