Dom Denilson Geraldo, nomeado bispo auxiliar da arquidiocese de Brasília (SP), escolheu sua cidade natal para a ordenação episcopal 

Na tarde do sábado, 15 de abril, a Igreja do Brasil ganhou um novo bispo, nomeado para ser auxiliar da arquidiocese de Brasília (DF). Denilson Geraldo (SAC) foi ordenado bispo pelas mãos do arcebispo de Sorocaba (SP), dom Júlio Endi Akamine (SAC), na Catedral Cristo Rei, em Cornélio Procópio (PR). O cardeal arcebispo de Brasília, dom Paulo Cezar Costa, e o cardeal arcebispo de São Paulo (SP), dom Odilo Pedro Scherer, foram os coordenantes da celebração. Familiares, amigos, bispos, presbíteros, diáconos, religiosos (a), seminaristas, e grande porção do povo de Deus participaram da solene celebração. 

Durante o rito da ordenação episcopal, monsenhor Denilson foi ungido com o Óleo do Crisma e recebeu o livro dos Evangelhos, simbolizando a sua missão de anunciar a Palavra de Deus, como também, as insígnias episcopais: o anel, símbolo da fidelidade, a mitra, símbolo da santidade, e o báculo, símbolo do serviço pastoral e cuidado com todo o rebanho, ao qual o Espírito Santo o confiou. 

Dom Denilson, escolheu como lema para iluminar o seu ministério episcopal o versículo bíblico: “Bem-aventurados os que promovem a paz, pois eles serão chamados filhos de Deus” (Mt 5,9). 

Para Dom Marcos José, bispo diocesano de Cornélio Procópio, celebrar este dia foi uma imensa alegria, tanto para a Santa Igreja, como para a sua diocese, que neste ano comemora o seu Ano Jubilar. 

(Fonte: Site Diocese de Cornélio Procópio)

Biografia e trajetória eclesial 

Foto: Domine Fotografica Religiosa

Dom Denilson Geraldo nasceu em Cornélio Procópio (PR) no dia 31 de maio de 1969, é membro da Sociedade do Apostolado Católico (padres e irmãos Palotinos) e foi ordenado presbítero em 1997. 

Graduou-se em filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, e em teologia pelo Studium Theologicum de Curitiba. Concluiu o mestrado em Direito Canônico, pela faculdade de Direito Canônico São Paulo Apóstolo (2002), e o doutorado pela Pontifícia Universidade Lateranense de Roma (2009). 

Atualmente, era professor titular na faculdade de Direito Canônico São Paulo Apóstolo, professor convidado no Instituto de Direito Canônico Santa Catarina e no Instituto de Direito Canônico de Londrina; diretor do instituto de pesquisa histórica San Vincenzo Pallotti de Roma e está concluindo o curso de jurisprudência no Tribunal da Rota Romana; é editor das revistas Scientia Canonica e Apostolato Universale

Foi vigário e, depois, administrador na paróquia Santa Bibiana, em Martinópolis, diocese de Presidente Prudente (SP), de 1997 a 1999. Na arquidiocese de São Paulo, foi pároco da paróquia São João Batista do Carrão, de 1999 a 2007, vigário e administrador da paróquia Santo Antônio de Lisboa e capela Regina Mundi, de 2009 a 2016. 

Foi juiz no Tribunal Eclesiástico de primeira instância, de 2009-2013, e membro do Conselho Geral da Sociedade do Apostolado Católico, de 2016 a 2022. Também foi membro do conselho da província São Paulo Apóstolo; professor na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) com diversas funções administrativas, professor na UNISAL (Salesianos) de São Paulo e na Faculdade São Bento (Mosteiro Beneditino) de São Paulo. 

(Fonte: CNBB)

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts