A Igreja Católica no Paraná, Regional Sul 2 da CNBB, aprovou neste domingo (27) as suas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (DGAE) para os anos de 2015-2019.

Representantes da Igreja estiveram reunidos por três dias na Casa de Retiros Nossa Senhora do Mossunguê, na capital do Estado, finalizando a atualização das diretrizes vigentes. O início deste trabalho voltado a atualização já havia ocorrido em encontros com coordenadores de pastorais e movimentos, com coordenadores diocesanos da Ação Evangelizadora e reuniões do episcopado do Regional, para que já chegasse à Assembleia uma prévia da atualização.

Finalizado o processo e aprovadas as DGAE ao final da Assembleia, essas em breve serão publicadas no formato de folder e encaminhadas para todo o Regional. As urgências apontadas nas Diretrizes poderão estar, na íntegra ou em partes, compondo os Planos de Ação Evangelizadora nas dioceses e paróquias paranaenses.

Entre as urgências da Igreja no Paraná para o quadrimestre 2015-2019 estão a valorização da Pascom como instrumento de missionariedade; sustentação da Missão Católica Beato Paulo VI; a continuidade ao processo de Iniciação à vida Cristã com crianças, adolescentes e adultos, com destaque para a reciprocidade entre catequese e liturgia; a promoção da Leitura Orante tornando-a presente em todos os encontros eclesiais ; a promoção da Pastoral do Dízimo como expressão de fé e pertença à comunidade; a defesa, com olhar misericordioso, a dignidade da vida humana desde a concepção até o seu fim natural, com atenção especial às situações relativas à vulnerabilidade social; a continuidade do processo de conscientização dos problemas relativos a festas com bebidas alcoólicas; entre outras.

 

IMG_9684Ao final da Assembleia o Presidente do Regional, Arcebispo de Cascavel dom Mauro Aparecido dos Santos, disse que as Diretrizes foram muito bem contempladas e que há maturidade na Igreja do Paraná, uma unidade na diversidade.

OUÇA NA ÍNTEGRA A AVALIAÇÃO DE DOM MAURO

 

 

IMG_9459Também dom Francisco Carlos Bach, bispo de São José dos Pinhais e Secretário do Regional, em sua avaliação pessoal da Assembleia, disse que embora em alguns casos haja perspectivas de trabalhos diferentes, em certas linhas há a vontade de trabalhar unidos, respeitando uns aos outros.

OUÇA NA ÍNTEGRA A AVALIAÇÃO DE DOM FRANCISCO

VEJA AQUI MAIS IMAGENS DA ASSEMBLEIA

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts