1000 x 500
A nova coordenação estadual eleita na Assembleia

No Centro Pastoral Passionista, em Ponta Grossa, reuniram-se 50 coordenadores diocesanos e agentes da Pastoral Carcerária, em 14 e 15 de junho, para avaliar e fortalecer a caminhada, revigorar-se na comunhão e lançar-se com ardor na missão de levar o Evangelho de Jesus Cristo para as pessoas presas.

Dom João Alves dos Santos, bispo referencial para a Pastoral Carcerária no Paraná, esteve presente no encontro e falou sobre o anseio dos bispos do Regional Sul 2 de fazer acontecer, com mais ênfase, esta Pastoral no sistema prisional e nas políticas penais do Estado.

No Paraná existe mais de 32.000 pessoas privadas da liberdade, o equivalente ao número de habitantes de muitas de nossas cidades. O Pe. Valdir Silveira, Coordenador Nacional da Pastoral Carcerária e assessor do encontro, junto com o Pe. Mário Spaki, Secretário Executivo do Regional, fez uma análise de conjuntura do sistema prisional brasileiro: ressaltou o encarceramento em massa e a necessidade de realizarmos ações coordenadas e de enfrentamento a esse terrível sistema de pecado: o sistema penal brasileiro.

Os agentes desta Pastoral têm consciência da importante missão que realizam e enfrentam os desafios cotidianos ancorando suas atividades na frase do Evangelho “foi a mim que o visitastes”, dita pelo próprio Senhor Jesus Cristo, que se identificou com quem está preso.  “Fazemos tudo com muito amor”, disse Marlene de Oliveira Leão, da Diocese de Jacarezinho, que há quatro anos atua na Pastoral. Marlene conta que “na primeira vez que entrou numa cadeia teve uma crise de tosse, devido ao medo, mas que agora não consegue imaginar ficar sem a Pastoral Carcerária”.

Os participantes, depois de dialogar sobre o que compete aos membros de uma equipe de articulação estadual, elegeram uma nova coordenação para a Pastoral Carcerária. O coordenador eleito é o Pe. Antônio Carlos da Silva da Arquidiocese de Maringá; a vice é a Ir. Luciene de Melo, da Diocese de Toledo; a secretária é a Cristina da Silva Souza Coelho da Arquidiocese de Londrina; o tesoureiro é o Edson Fabiano Vasconcelos da Diocese de Paranavaí; como representante da província de Curitiba ficou o Diácono Manoel Pereira da Silva e como articulador da Justiça Restaurativa no Estado, Luiz Jadilmo Bedatty da Arquidiocese de Cascavel. Todos saíram muito animados e com o compromisso de fazer acontecer a Pastoral Carcerária em todo o Estado do Paraná.

1000 x 700
Pe. Antônio Carlos da Silva e Pe. Valdir SIlveira

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts