Entre os mais 450 padres, 42 representaram todas as dioceses do Paraná 

O 19º Encontro Nacional de Presbíteros, ENP, promovido pela Comissão Episcopal para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e, em parceria com a Comissão Nacional de Presbíteros (CNP), aconteceu de 24 a 30 de abril, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, em Aparecida (SP). O encontro teve como tema: “Presbíteros: testemunhas da esperança” e o lema: “Alegres na esperança, perseverantes na tribulação, constantes na oração”. 

Participaram mais de 450 presbíteros, de várias regiões do país, vivenciando um tempo de estudo, reflexão, partilha, oração e fraternidade. Do Paraná, participaram 42 padres.  

Testemunho de padres do Paraná 

O presidente da Comissão Regional de Presbíteros do Paraná, padre Edson Zamiro, da diocese de Apucarana (PR), participou do 19º ENP e testemunha:  

Padre Edson

“Retorno desse encontro revigorado, renovado, tanto pela profundidade dos temas trabalhados pelos assessores, bem como pela possibilidade que nós tivemos de fortalecer aquilo que muito nós almejamos: a fraternidade presbiteral. Os temas trabalhados foram muito profundos e riquíssimos e nos ajudaram a crescer em todos os sentidos, em todas as dimensões da nossa existência”. 

Padre Wagner Faustino, da diocese de Jacarezinho (PR), disse que foi uma grande alegria participar do 19º ENP:  

“Foram dias muito abençoados de aprendizado, fraternidade presbiteral e motivação vocacional. Através da análise de conjuntura eclesial, tivemos um olhar atualizado da realidade que desafia nossa ação pastoral. Vivenciamos um retiro espiritual que muito fortaleceu a nossa caminhada como presbíteros. Tudo isso aconteceu, mediado e orientado também pelas conferências, cujo tema se fundamentava na esperança. Sob o manto protetor da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, creio que todos os presbitérios do país foram abençoados durante esses dias”. 

Da arquidiocese de Maringá, padre Reginaldo Turuel, participou pela primeira vez do encontro nacional e afirma:  

Padre Reginaldo

“Eu fiquei muito feliz, muito feliz mesmo de participar. Volto para casa revigorado, quer pelos assessores que apresentaram temas muito bem pontuados e desenvolvidos, quer pelo ambiente e o contato com padres de todo o Brasil, que foi fantástico. Muito agradecido a toda presidência da Comissão Nacional de Presbíteros, pelo empenho, cuidado e carinho com todos nós, padres”.  

Participando pela terceira vez do ENP, padre Ivanildo Gasparini, da diocese de Foz do Iguaçu (PR), disse sentir-se muito agradecido pela oportunidade.  

Padre Ivanildo

“Cada vez que vou no ENP tenho a oportunidade de conhecer novos padres, de aprender, de ensinar e de conviver. Foram momentos muito importantes pela convivência e o conhecimento necessário para que a gente possa caminhar em unidade, cada vez mais refletindo sobre a realidade dos presbíteros do Brasil. O encontro nos ajuda a perceber que não estamos sozinhos em nossa missão, muitos outros disseram sim antes de nós, muitos outros vão dizer sim depois de nós e a missão continua”.  

 

Subsídio em preparação ao encontro 

 Para esse encontro, a Comissão Nacional de Presbíteros elaborou um subsídio sobre o tema: “Presbíteros: testemunhas da esperança”. Ele foi preparado com a  colaboração do padre Humberto Robson de Carvalho, da arquidiocese de São Paulo, que foi um dos conferencistas do ENP. 

O livro teve por objetivo contribuir com todos os presbíteros, especialmente os diocesanos, ajudando-os no aprofundamento da sua dimensão humana, espiritual, pastoral e missionária, tendo sempre em vista o compromisso com a vocação e a missão para qual cada um foi chamado. Ele está dividido em 4 capítulos: “presbítero: profundamente humano”; “presbítero: inteiramente de Deus”; “presbítero: plenamente identificado com a Igreja” e “presbítero: totalmente dedicado à missão”. 

O presidente da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, dom Ângelo Mezzari, salientou que o subsídio em preparação ao ENP é mais uma contribuição na caminhada de todos os presbíteros da Igreja do Brasil. 

“O livro quer contribuir para que seja aprimorado o Encontro Nacional de Presbíteros. É uma oração que exige a reflexão, o aprofundamento. Na verdade como Igreja que somos e também estimulados pelos nossos pastores, mas sobretudo no compromisso da própria vocação, vida e missão”, disse. 

Dom Ângelo afirmou, ainda, que o subsídio é mais um instrumento para que todos os presbíteros, mas também aqueles que estão a caminho da ordenação presbiteral possam ainda mais aprofundar, aprender e amadurecer a sua própria vocação, vida pessoal, presbiteral e também fazer resplandecer a grandeza e o próprio espírito da missão presbiteral.  

Com informações do Portal da CNBB

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts