Desde o final da tarde desse domingo, 13 de março, os bispos do Regional Sul 2 da CNBB estão reunidos em Assembleia na Casa Nossa Senhora do Amparo, na Colônia Marcelino, em São José dos Pinhais (PR). Nessa segunda-feira, 14 de março, os bispos iniciaram os trabalhos do dia às 7 horas da manhã com a celebração da Santa Missa, presidida pelos bispos da presidência do Regional Sul 2 da CNBB: Dom Geremias Steinmetz (presidente), Dom José Antonio Peruzzo (vice-presidente) e Dom Amilton Manoel da Silva (secretário).

O primeiro assunto da pauta prevista para o dia foi sobre a Missão São Paulo VI, que a Igreja do Paraná mantém no país da Guiné-Bissau, na África, desde 2014. Segundo o bispo de Ponta Grossa e referencial para a dimensão missionária no Paraná, Dom Sergio Arthur Braschi, os bispos discutiram sobre o futuro da missão, o envio de novos missionários e a construção do segundo bloco da escola.

Outro tema sobre o qual os bispos gastaram um bom tempo foi a Assembleia Eclesial Latino Americana e do Caribe. Segundo Dom Geremias, os bispos refletiram sobre os pontos levantados pela Assembleia, especialmente aqueles que tocam a realidade da Igreja no Paraná. “A primeira questão levantada foi justamente a da missão, depois esse elemento evangelizador que é a pessoa de Jesus Cristo, mas também a evangelização dos jovens e a preocupação com a participação da mulher na vida da Igreja. Tratamos também de um problema que foi central nesse Assembleia, a questão do clericalismo, além disso tratamos da formação dos futuros padres”, disse o arcebispo.  

Essa foi a primeira Assembleia regional, presencial, que o Arcebispo de Cascavel, Dom Adelar Baruffi, participou desde que tomou posse e, segundo ele, foi muito bom. “Esse, é para mim, um motivo de grande alegria. Estar aqui no meio deles, consciente e refletindo sobre as realidades e o número grande número de atividades que temos para resolver. Os desafios são grandes, mas vamos resolvendo um por um”, disse Dom Adelar, que segue em tratamento de saúde.  

Dom Geremias avaliou que essa Assembleia, que pela primeira vez está sendo acolhida pela Igreja Católica Ucraniana, é providencial. “Nesse momento da história, é importante estarmos junto à comunidade ucraniana, ouvir suas preocupações e até as lamentações, e também estar com os bispos ucranianos no Brasil”, disse Dom Geremias.

As atividades do dia foram concluídas com a oração das vésperas. Nessa terça-feira, 15 de março, a Assembleia segue até o meio dia, quando será concluída com uma missa na comunidade São Pedro, da Paróquia São Sebastião, da Diocese de São José dos Pinhais (PR).

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts