Anunciada pelo Vaticano, notícia alegrou os fiéis devotos e tomou conta das redes sociais católicas  

O amanhecer de quinta-feira, 23 de maio, foi diferente para os devotos do Beato Carlo Acutis. A notícia de que o Papa Francisco reconheceu o segundo milagre atribuído à intercessão do jovem, e que isso o tornará santo da Igreja Católica, encheu os fiéis de alegria.  

De acordo com o Vaticano, ao receber em audiência o prefeito do Dicastério das Causas dos Santos, Card. Marcello Semeraro, o Pontífice autorizou a publicação de alguns decretos, entre quais consta o reconhecimento do milagre intercedido pelo jovem, falecido em 12 de outubro de 2006 e proclamado Beato em 10 de outubro de 2020. 

No Paraná, a sensação não foi diferente. Muitos fiéis demonstraram o entusiasmo com a notícia e a gratidão em saber que, em breve, a Igreja terá mais um santo que viveu tão próximo e, tão jovem. 

“Hoje acordei com a maravilhosa notícia de que Carlo Acutis será canonizado como santo. Fiquei muito emocionado, pois sempre tive uma devoção muito especial por ele. A vida de Carlo, ou Carlinhos como carinhosamente gosto de chamá-lo, é uma prova viva de que podemos ser santos, e a santidade é algo simples, acessível a todos!”, disse o jovem Luiz Fernando Lopes de Souza, do grupo Jovens da Luz, Paróquia Nossa Senhora da Luz, de Irati.  

Em Ponta Grossa, Ketlyn Cristina Antunes Machado, da Paróquia São Sebastião, é devota e coordenadora de um grupo que tem como patrono o jovem Carlo Acutis. A história do grupo começou com a sua devoção ao jovem e o momento da beatificação. A jovem conseguiu uma relíquia de terceiro grau do beato e se aproximou da sua história. Em busca de uma inspiração para um patrono, Ketlyn encontrou sua resposta quando leu sobre o milagre que elevou Acutis a beato.  

Ketlyn é da Paróquia São Sebastião, e ao saber que o milagre aconteceu no Brasil, na Capela Nossa Senhora Aparecida, da também Paróquia São Sebastião, de Mato Grosso do Sul, atribuiu a coincidência das paróquias à sua busca.  

“Quando li aquilo, eu falei: ‘Nossa, então é a confirmação!’ A partir daquele momento a gente começou. Fez um retiro do Crisma para divulgar a nova pastoral e o Carlo Acutis. A partir de então ele é o nosso patrono”, conta.  

A caminhada como grupo tem sido bonita e cheia de possibilidade, segundo Ketlyn. “Está previsto um retiro e outras iniciativas como missa jovem e momentos de oração”, relata.  

Na diocese de Jacarezinho, também um grupo escolheu o beato como patrono da sua juventude. Há um ano e seis meses os jovens estão conectados com a vida de Carlo, sendo sua inspiração. “Estamos muito felizes com a sua canonização. E ele é uma inspiração para nós que seria para gente seguir uma juventude mais santa. Beato Carlo Acutis, rogai por nós!”, pede a jovem Daniele 

 RELÍQUIA EM GUARAPUAVA 

A Diocese de Guarapuava conta com a Paróquia São Luiz Gonzaga e Beato Carlo Acutis, que está como vice-patrono. Localizada no bairro Morro Alto, a comunidade também recebeu uma relíquia de primeiro grau do jovem que está exposta na Igreja Matriz.  

Jovens da paróquia São Luiz Gonzaga e Beato Carlo Acutis, em Guarapuava

“Quando tivemos a bênção de receber o beato Carlo Acutis como co-padroeiro, ficamos muito animados e fomos procurar mais sobre a história de vida dele, o qual ficamos maravilhados com a sua fé e o seu amor pela eucaristia. E agora receber a notícia que será finalmente santo, é uma alegria que não sabemos explicar, sabemos que Deus escutou as orações da nossa comunidade”, comenta Graziela De Souza Machado, coordenadora do grupo de jovens da Matriz. 

O pároco Érico Gabriel Gurkowski, conta que neste final de semana haverá uma solenidade em louvor ao beato. “Nós estaremos reunidos com a juventude do Decanato Centro, o qual receberemos a bênção com a relíquia do Beato Carlo Acutis. Temos a graça de ter a relíquia de primeiro grau, que são os fios de cabelo de Carlo. Mas estamos aguardando com muita alegria, com muito carinho, mas já vamos motivando a nossa paróquia. “É uma grande alegria para nós, e para o mundo em que nós vivemos nos dias de hoje, em que nós somos convidados, a reanimar a nossa fé. E este jovem que em pouco tempo, um processo muito rápido de elevação aos altares”, comenta o pároco.  

REDES SOCIAIS
Após a divulgação da notícia, o nome e foto de Carlo Acutis tomou a internet. Perfis em redes sociais, portais de notícias e personalidades compartilharam a informação, demonstrando a figura querida e próxima que o jovem beato tem do público cristão.  

CLERO 

Dom Reginei José Modolo, bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba e referencial da Pastoral Juvenil do Regional Sul 2, afirma que “Carlo Acutis fala de Deus para todos nós católicos e de um modo muito forte e lindo. Porém, fala especialmente para a juventude. Morreu jovem e evangelizou muitos jovens. Evangelizou muita gente, mas novamente destaco, principalmente a juventude. Era um rapaz saudável, alegre e vivaz. Amou a Deus e ao próximo. Ajudava as pessoas pobres. Cuidava delas. Colocava os seus dons para divulgar a Palavra de Deus, o amor a Eucaristia, o amor a Igreja, à Doutrina católica”, destaca. 

“Usava muito dos meios de comunicação de sua época. Hoje certamente teria muitos outros recursos, kkk”, brinca o bispo, e reafirma que Acutis “ensina-nos que podemos usar os meios de comunicação de modo a edificar, a gerar comunhão, a ajudar o próximo, a ajudar tantos a se salvarem”.  

Dom Amilton Manoel da Silva, bispo de Guarapuava e referencial para a comunicação do Regional Sul 2, comenta que “essa notícia da canonização do Beato Carlo Acutis traz uma alegria muito grande. Eu tenho lido algumas repercussões, sobretudo jovens escrevendo que estão felizes. A canonização do Carlo Acutis é importante, porque é um grande estímulo para juventudes. O jovem, ele não precisa ser diferente do que ele é. Ele precisa ser mais naquilo que ele é, dar o melhor de si, dar todo o seu potencial pela causa do reino, investir na vida, no amor, na esperança, nas coisas boas, no bem”, disse o bispo. Ainda, ressaltou que “na comunicação também é importante. Comunicar santidade significa comunicar o bem, comunicar o amor”.   

O coordenador da Pastoral Juvenil do Regional Sul 2, padre Kleber Pacheco, também comenta sobre o momento vivenciado. “Com alegria recebemos a notícia da canonização de Carlo Acutis. Um jovem que me chama a atenção por viver a santidade na normalidade da vida. Acutis motiva os jovens a viver isso. A santidade na faculdade, na festa, na rua, na praça. Imitar o jeito de Cristo na sua vida cotidiana é o que leva à santidade. Ao vermos história de outros santos, vemos acontecimentos grandiosos, até sobrenaturais, e com Acutis é diferente. Conseguir viver em um mundo hiper conectado, com tantos caminhos, se manter fiel, seguindo as pegadas de Cristo. Louvado seja Deus e que o beato e futuro santo Carlo Acutis continue intercedendo por nós e toda a juventude”.  

 Texto: Bárbara Gardin, com apoio de Emily Pacheco 

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts