Na manhã dessa segunda-feira, 13 de março, os bispos iniciaram as atividades do dia com a celebração da Eucaristia, que foi presidida pelos bispos novos no Regional. O bispo auxiliar de Curitiba (PR), dom Reginei José Modolo, presidiu a Eucaristia, ladeado pelo bispo auxiliar de Cascavel (PR), dom Aparecido Donizeti de Souza, e pelo bispo de Cornélio Procópio, dom Marcos José dos Santos.

Dom Reginei afirmou que presidir a missa para os bispos foi algo desafiante e até preocupante, mas que sentiu um ambiente muito fraterno, no qual foi acolhido. “Sinto-me muito acolhido e seguro estando com estes que já tem uma caminhada, que já tem vários anos no exercício do ministério episcopal”, disse o novo bispo. 

Após o café, os bispos reuniram-se na sala de reunião, onde deram início aos trabalhos previstos na pauta da Assembleia. Entre os assuntos trabalhados neste dia, dom Geremias destacou a Missão São Paulo VI, que é mantida pela Igreja do Paraná no país da Guiné-Bissau, na África; a Pastoral Vocacional e formação dos sacerdotes; a atuação da Comissão Regional de Presbíteros (CRP); o Sínodo dos Bispos. No vídeo a seguir, dom Geremias comenta sobre os assuntos deste dia:

Segundo regimento, os únicos que participam integralmente da Assembleia, fora os bispos, são o secretário executivo do Regional e o Presidente da CRP. Sobre essa participação, o atual presidente da CRP, padre Emerson Lipinski, da diocese de São José dos Pinhais (PR), comentou: “Nós estamos aqui para partilhar as dificuldades dos padres do Paraná e apresentar para os bispos a calendarização do nosso Organismo, dos padres do Paraná, pedindo para os bispos o apoio e a presença na Pastoral Presbiteral”. No vídeo a seguir, padre Emerson comenta sobre a sua participação nessa Assembleia.

Um dos assuntos de destaque ao longo deste dia foi a Pastoral Vocacional e o Ano Vocacional. No período da tarde, os bispos receberam o coordenador regional da Pastoral Vocacional e do Serviço de Animação Vocacional (PV/SAV) no Paraná, padre Marcelo Ribeiro da Silva, da diocese de Toledo (PR), para falar sobre o assunto. Ele apresentou aos bispos o desafio do envelhecimento do clero nas dioceses e os resultados de uma pesquisa realizada entre os seminaristas do Paraná.

“Pensar junto com os bispos a respeito da questão vocacional é determinante. Primeiro lugar, todos os bispos são os grandes promotores vocacionais das suas dioceses. Eles precisam, sobretudo, encontrar meios para que sua igreja local ganhe vitalidade, pensar no envelhecimento dos padres e também ajudar as comunidades a entenderem que cada comunidade pode gerar uma vocação”, disse padre Marcelo.

No vídeo a seguir, padre Marcelo comenta sobre o que partilhou e refletiu com os bispos:

Esta Assembleia é eletiva, ou seja, os bispos elegem uma nova presidência, composta por presidente, vice-presidente e secretário, para os próximos quatro anos. A eleição será realizada amanhã, antes da celebração eucarística de encerramento, que já será presidida pela nova presidência.

O bispo de Guarapuava e secretário do Regional Sul 2 nos últimos 6 anos, dom Amilton Manoel da Silva, faz um balanço sobre esses anos como secretário, os desafios e os aprendizados que teve. “Eu saio muito edificado e glorificando a Deus por este serviço que foi um pedido dos bispos e, ao mesmo tempo, me proporcionou uma qualidade melhor na condução da minha diocese no momento. Estar com todos eles é sempre um momento de grande fraternidade, crescimento e alegria”, disse dom Amilton. Confira no vídeo a seguir o balanço feito por dom Amilton.

Amanhã, 14 de março, os bispos iniciam as atividades do dia às 7h15 com a oração das Laudes na capela do Centro Diocesano de Formação.

(Karina de Carvalho – Assessora de Comunicação da CNBB Sul 2)

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts