20150913120953

“Muito mais que um aprendizado, uma lição de vida. Troca de experiências que nos faz crescer cada vez mais enquanto profissionais e enquanto membros de uma Igreja viva”, foi assim que a jornalista da Arquidiocese de Montes Claros, Minas Gerais, Viviane Carvalho, definiu o VIII Encontro de Jornalistas das Arquidioceses, Dioceses, Regionais, Pastorais e Organismos que aconteceu no último final de semana, de 11 a 13 de setembro, em Brasília, DF. Do Regional Sul 2 (Paraná), participaram representantes das dioceses de Guarapuava, Umuarama e Curitiba.

Na abertura, que aconteceu na noite de sexta-feira, 12, o Bispo Auxiliar de Brasília e Secretário Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Leonardo Ulrich Steiner, destacou a importância dos estudos da comunicação na Igreja Católica. De acordo com ele, a palavra enquanto comunicação, enquanto missão de vida deve ser sempre evidenciada e melhorada em todos os momentos. “Nunca devemos desperdiçar as oportunidades de aprender a comunicar melhor. As trocas de experiências são capazes de enriquecer nosso vocabulário e nosso aprendizado. Jesus foi e continua sendo nosso Mestre das Comunicações. Este exemplo nós devemos levar conosco por todos os lugares. Devemos ser anunciadores sempre da boa nova, da verdadeira Palavra”, destacou Dom Leonardo.

Durante o evento, além das palestras com vários profissionais de comunicação, os participantes puderam debater ideias em oficinas e também partilhar experiências de comunicação.

Os jornalistas palestrantes Heraldo Pereira, Fábio Henrique Pereira, Maurício Júnior, Diego Amorim e Pedro França, mostraram com exemplos práticos os verdadeiros desafios de se fazer jornalismo em dias atuais.

Para Heraldo Pereira, da Rede Globo de Televisão, os assessores de imprensa e de comunicação precisam estar sempre preparados para os desafios que surgem a todo instante. Heraldo evidenciou a leitura e atualização quanto aos acontecimentos cotidianos como pontos fundamentais para uma boa assessoria de comunicação. “Além da importância da linguagem clara e objetiva, os assessores de imprensa precisam conhecer com profundidade sobre o assessorado. Em comunicação, as mudanças são extremamente rápidas e saber sobre estas mudanças é tarefa fundamental para os comunicadores”, destacou o jornalista que mostrou vídeos com exemplos de comunicação truncada e que podem mudar o curso de uma história.

Em uma palestra clara, o doutor em Comunicação pela Universidade de Brasília (UnB), Fábio Henrique Pereira, tratou do assunto: “Jornalismo em tempos de mudanças estruturais”. Durante a palestra, Fábio discorreu sobre a adequação aos novos meios e maneiras de se comunicar. “A comunicação está cada vez mais comum entre as pessoas, mas há que se cuidar muito com a qualidade desta comunicação. Como jornalistas, temos o dever de entender sobre estas novas maneiras e transmitir a mensagem de forma clara e precisa para o público. O jornalista, além de produtor de conteúdo, precisa atuar como mediador e tradutor da notícia para que ela chegue compreensível a seu público”, frisou.

O sócio da agência de comunicação Santa Fé Ideias, Maurício Júnior, falou sobre “Planejamento e Mensuração em Assessoria de Imprensa”. Maurício disse que as agências de comunicação precisam aproximar os clientes dos veículos e não o contrário. “Nosso papel, enquanto assessores, seja direto ou de agências é ser a ponte que une nosso assessorado aos meios de comunicação e não o contrário”, contou.

O Encontro de Jornalistas, que aconteceu na sede da Cáritas Brasileira, em Brasília (DF), foi voltado para os profissionais e também para os não profissionais que atuam na assessoria de imprensa e comunicação de dioceses, regionais, pastorais ou organismos da CNBB. Desde 2008, o evento tem sido um espaço para a troca de experiências, formação e articulação da comunicação do setor. A cada ano, o número de participantes aumenta. Nesta edição, por falta de espaço físico, muitos profissionais de todo o país não puderam fazer suas inscrições. Para o próximo ano, de acordo com Dom Leonardo, o espaço será ampliado para que mais pessoas possam participar e trocar experiências, sempre visando melhorar a qualidade da comunicação católica no Brasil.

Diopuava

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts