clero 1
Durante os três dias de encontro, celebrações, espiritualidade e partilha, farão parte dos trabalhos desenvolvidos.

De terça-feira, 03 a quinta-feira, 05, acontece em Guarapuava, o Encontro Anual de Formação Permanente do Clero. Cerca de 70 padres da Diocese de Guarapuava estão reunidos e participam de palestras, conferências, orações e atividades lúdicas.

Um dos convidados para o encontro foi o Padre e psicólogo Matthias Andreas Ham, que abordou o tema Psicologia e Ministério Sacerdotal.

Especialista em Teoloclero 5gia Espiritual e em Psicologia Aplicada, Padre Matthias é da Diocese de Ponta Grossa e há muito que realiza trabalhos com sacerdotes de várias regiões do país. Segundo ele, os encontros visam aprofundar o conhecimento próprio abordando questões diárias vivenciadas pelos padres em seus locais de trabalho. Para Padre Matthias, o lado espiritual e o lado humano precisam estar sempre alinhados em todas as situações. Ele também destacou a receptividade das palestras por parte dos participantes e disse que a partir do momento em que as pessoas estejam dispostas a falarem de si, há mais facilidade no entendimento dos problemas. “O lado humano precisa estar sempre alinhado com o lado espiritual. A psicologia trabalha o lado humano e nestes dias em que ficaremos reunidos, trataremos de diversas questões, sem, é claro, deixar de abordar as questões espirituais. Eu me sinto muito gratificado e feliz com a receptividade por parte dos padres que participam deste encontro”, destacou Matthias.

Padre Valdecir Badzinski, Coordenador do Conselho dos Presbíteros do Regional Sul 2 da CNBB, falou da importância do encontro e da palestra com o psicólogo. De acordo com Valdecir, como todos os seres humanos, os padres sentem fraquezas, angústias e precisam de ajuda para seus problemas físicos e espirituais. Em momentos assim, segundo destaca, todos têm a oportunidade de refletir sobre seus problemas e, de forma humana e profissional, encontrar a solução. “Em muitos momentos, nos sentimos quebrados enquanto seres humanos. Somos acometidos por doenças físicas e espirituais. Às vezes não nos damos conta de que precisamos de ajuda. Nestes momentos de estudo, de reflexão, percebemos o quão importante é este mergulho para dentro de nós mesmos. Saímos daqui revitalizados, revigorados”, destacou.

Durante os três dias de encontro, celebrações, espiritualidade e partilha, farão parte dos trabalhos desenvolvidos.

clero 6

Por: Jossan Karsten

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts