O Conselho Episcopal de Pastoral corresponde à presidência ampliada do Regional Sul 2 da CNBB e se reúne duas vezes por ano com o objetivo de rever, avaliar e encaminhar assuntos referentes à caminhada pastoral da Igreja no Paraná   

O Conselho Episcopal de Pastoral do Regional Sul 2 da CNBB realizou nessa terça-feira, 16 de maio, na sede do Regional Sul 2 da CNBB, em Curitiba, a sua primeira reunião do ano. Esse conselho se reúne duas vezes por ano (maio e agosto) e é formado pelos três bispos da presidência do Regional, por um bispo representante de cada Província Eclesiástica (Curitiba, Cascavel, Maringá e Londrina) e um bispo da Igreja Católica do rito Ucraniano.    

Participaram da reunião, os membros da presidência: dom Geremias Steinmetz (arcebispo de Londrina), dom Amilton Manoel da Silva (bispo de Guarapuava) e dom Mário Spaki (bispo de Paranavaí); representando a província de Curitiba: dom Reginei José Modolo (bispo auxiliar de Curitiba), representando da província eclesiástica de Londrina: dom Carlos José de Oliveira (bispo de Apucarana), representando a província de Maringá: dom Severino Clasen (arcebispo de Maringá); representando a Igreja Católica Ucraniana, dom Volodemer Koubetch (arcebispo da metropolia católica ucraniana São João Batista). O bispo de Foz do Iguaçu, dom Sérgio de Deus Borges, representante da província de Cascavel, não pôde se fazer presente na reunião. Participou também o secretário executivo da CNBB Sul 2, padre Valdecir Badzinski.

O primeiro tema abordado pelos bispos foi a Missão São Paulo VI, que a Igreja do Paraná mantém no país da Guiné-Bissau, na África, desde o ano de 2014. Eles trataram sobre o envio de novos missionários, a manutenção da missão e o andamento da escola, que está no terceiro ano de funcionamento, com três turmas de Jardim de Infância e duas turmas das primeiras etapas do ensino fundamental.  

Os bispos também conversaram sobre a nova ação evangelizadora: “Missão Palavra e Pão: 25 mil Bíblias para África” e abençoaram os folders que serão enviados aos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística de todo o Paraná, para que sejam os protagonistas dessa ação. Cada Ministro (a) receberá um folder, com o qual deverá buscar dez pessoas para ajudá-lo a conseguir o valor de, ao menos, uma Bíblia (R$36,90 – Preço da Edições CNBB). A ação evangelizadora deverá ser realizada até o dia 24 de setembro.  

Bispos com alguns Ministros que participaram da bênção dos folders

Outro assunto ao qual os bispos dedicaram boa parte do tempo foi a preparação para a Assembleia do Povo de Deus, que acontecerá nos dias 22 a 24 de setembro, em Londrina (PR).  Segundo dom Mário, os bispos perpassaram todo o itinerário do que está programado para essa assembleia. “Nós retomamos aqui com essa presidência ampliada o que, há dias atrás, dialogamos com os padres coordenadores diocesanos da ação evangelizadora. O tema da assembleia será: “Igreja sinodal – Iniciação à Vida Cristã”, com a assessoria do arcebispo de Curitiba (PR), dom José Antonio Peruzzo. Teremos uma partilha entre as dioceses sobre como elas já estão vivendo esse tema. Uma novidade deste ano, é que teremos um momento de reunião entre todos os bispos e os padres coordenadores diocesanos da ação evangelizadora”, disse o bispo.  

Ao longo do dia, os bispos ainda trabalharam outros temas, como: o pedágio no Paraná, a sustentação das pastorais, o encontro que será realizado, de modo virtual, com os presbíteros e os diáconos do Paraná, com o bispo de Paranaguá, dom Edmar Peron.  

Segundo avaliou dom Mário, “a reunião se concluiu numa fraternidade muito grande. É uma partilha que é também uma riqueza entre nós, bispos”. 

Karina de Carvalho – Assessora de Comunicação da CNBB Sul 2

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts