A Igreja do Brasil se prepara para o 5º Congresso Missionário Nacional, que será realizado na Arquidiocese de Manaus de 10 a 15 de novembro de 2023. Após o lançamento do Congresso, que aconteceu na última sexta-feira, 24 de março, aconteceu o Seminário de preparação, que tem como tema: “Ide! Da Igreja local aos confins do mundo”, e como lema “Corações ardentes, pés a caminho”, inspirado na passagem do capítulo 24 do Evangelho de Lucas, a qual relata o caminhar dos discípulos de Emaús. O Seminário foi realizado na sede das Pontifícias Obras Missionárias, em Brasília, desde domingo, 26 de março até esta quarta-feira, 29.

Do Seminário participam cerca de 60 pessoas de todos os regionais que fazem parte da Igreja do Brasil, bispos, presbíteros, representantes da Vida Religiosa e do laicato. Do Paraná, estiveram presentes o bispo de Ponta Grossa (PR) e referencial para a dimensão missionária, dom Sergio Arthur Braschi, o coordenador do Conselho Missionário Regional (COMIRE), José Donizeti Duarte, pela coordenadora do Conselho Missionário Provincial (COMIPRO) de Cascavel, Aracy Martignoni, e pela coordenadora da Infância e Adolescencia Missionária na diocese de Jacarezinho (PR), Luciane Preira Lima.

Um espaço de reflexão e de oração para ajudar na preparação de um momento importante numa Igreja em saída missionária. A reflexão teve como ponto de partida: “A responsabilidade da Igreja local pela missão aos confins do mundo”, com a assessoria do Padre Antônio Niemec, destacando a importância da Igreja local como espaço privilegiado de viver a Igreja no mundo, que se faz presente na Igreja local, insistindo em que a missão não é para um grupo específico, mas para todos os batizados. 

Em relação à espiritualidade missionária, a Ir. Regina da Costa Pedro, partindo da imagem dos pés a caminho, ressaltou que a animação missionária é lutar para que a vida se torne missão, e isso passa por uma espiritualidade profética, social, que leva a descobrir no sofrimento do cotidiano do povo o sopro do Espírito, chamando a assumir a espiritualidade, deixando de lado o espiritualismo. 

O Padre Estevão Raschietti abordou a questão da missão até os confins do mundo, tema do 5º Congresso Missionário Nacional, mostrando os vários confins do mundo hoje. Ele destacou a missão como abertura, como acolhida, abordando essa temática nos Atos dos Apóstolos, apresentando o itinerário missionário da Igreja primitiva até os confins da terra, que vai além de uma questão geográfica e tem a ver com uma mudança interior, apresentando como isso vai se realizando nas primeiras comunidades cristãs, algo que hoje se concretiza nas periferias geográficas e existenciais, e nas novas realidades que tem que ser objeto da missão da Igreja. 

A missão como cooperação, refletindo sobre os sujeitos e instrumentos de animação missionária, foi o tema apresentado pela Ir. Sandra Regina Amado. A assessora da Comissão para a Ação Missionária da CNBB destacou, baseada nas palavras do Papa Francisco, que a missão é tarefa de todos. Os elementos apresentados pelos assessores foram aprofundados em trabalhos em grupo, ajudando assim no caminho de preparação para o 5º Congresso Missionário Nacional e os congressos prévios a serem realizados em cada um dos regionais da CNBB, sem esquecer o Congresso Americano Missionário (CAM6), que será realizado em Puerto Rico em novembro de 2024. 

Participação da Igreja do Paraná 

Os quatro representantes do Paraná no Seminário destacaram que foi um momento de muito aprendizado e que trouxe muitas luzes para o congresso que o COMIRE vai realizar no mês de maio, em Guarapuava (PR).  

Da esquerda: Ir. Sandra Amado (assessora da CNBB), Aracy, Ir. Regina da Costa Pedro (Diretora Nacional das POM), dom Sergio, Luciane e José Donizeti.

“O seminário foi muito importante, teve um conteúdo maravilhoso, explanado por palestrantes muito bem-preparados e apaixonados pela missão. “Corações ardentes, pés a caminho” foi o lema do seminário e posso dizer que saio, realmente, com o coração ardendo pela missão. Tudo que aprendemos aqui vamos levar para a Igreja do Paraná, especialmente no nosso congresso, previsto para se realizar no mês de maio”, disse Aracy.  

O senhor José Donizeti afirmou ser um privilégio participar de um seminário como este. “Esses dias em Brasília foram um presente de Deus na minha vida. Foram momento de muito aprendizado, nos quais foi possível olhar a caminhada missionária da Igreja no Brasil, aprender novas maneiras de trabalhar, de agir, pois a missão é de Deus e nós somos apenas seus colaboradores. Fomos impulsionados a voltar a trabalhar com o “Plano Missionário Nacional” (PMN) em nossas dioceses e paróquias e, com certeza, volto para o Paraná disposto a trabalhar e tornar, o máximo possível, o PMN conhecido em nossas paróquias e comunidades”, disse ele.  

Fonte: Pontifícias Obras Missionárias

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts