6Uma jornada intensa de trabalhos marcou o dia de ontem (25), na cidade de Ponta Grossa (PR) quando foi estufado o primeiro contêiner com doações para a Missão Católica Beato Paulo VI, em Guiné Bissau.

Voluntários da missão e dez funcionários técnicos em logística 4disponibilizados gratuitamente por uma empresa, que abraçou a causa da Missão, trabalharam com afinco para carregar o contêiner que leva materiais de construção, ferragens, máquinas, eletrodomésticos, colchões, roupas e muitos objetos doados generosamente pelo povo.

7Carregado, o caminhão seguiu, no mesmo dia, para Paranaguá onde o contêiner será içado em navio que o transportará até o país africano, sendo prevista a sua chegada na metade de abril.

Ao lacrar o contêner, o missionário Pedro Lang disse que “ficou cheio até as tampas. Não sobrou e nem faltou espaço. Deus calculou perfeitamente tudo. DEUS OBRIGADO!”.

Guiné Bissau é um dos países mais pobres do mundo. O Regional Sul 2 da CNBB, seguindo o impulso missionário da Conferência de Aparecida (SP) em 2007, sente que por 500 anos o Brasil recebeu missionários e investimentos da Igreja, principalmente europeia, e que agora chegou o momento de também nós doarmos para quem é mais pobre do que nós.

Em Guiné Bissau, a população vive basicamente da agricultura de subsistência. Não há energia elétrica e, devido a isso, a maioria dos produtos industrializados são importados da Europa.

Se prevê o envio de outros contêineres futuramente com materiais para viabilizar a edificação de além da casa para os missionários, da Igreja, da Escola e de um Posto de Saúde, ou quem sabe até mesmo de um pequeno hospital, pois a missão acontece em três âmbitos: evangelização, educação e saúde.

2

8

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts