quarta-feira, 28 fevereiro 2024

Testemunho – Fazer-se próximos

fazer-seFui com minha esposa e amigos ao velório de um paroquiano, que era um conhecido nosso. Embora não sejamos cantores, tomamos a liberdade de cantar algumas músicas (…), procurando dar um tom de serenidade e paz ao momento para servir de consolo à família do falecido.

Por nos ouvir cantar, um parente de outro velório que estava ocorrendo ao lado solicitou-nos que cantássemos para eles também. Embora tivéssemos outro compromisso, atendemos ao pedido.

Todos ficaram muito contentes pelo que fizemos, inclusive nós, pois era um sinal de que estávamos com a presença de Jesus entre nós (Huberlon e Vicente Pires – DF – Fonte: www.focolares.org.br)

[divider]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.