Testemunho – Enquanto eu falava senti a presença de Deus

banner-presenca-deusTenho 22 anos, sou universitário. Sou aluno do curso de filosofia da PUC do Paraná em Curitiba. Todos sabem que este mundo de filosofia é muito intenso e envolto em teorias, pensamentos, ideias, e que é muito comum nestes ambientes conflitos de ideias. Eu sou um católico convicto da minha fé e o curso está me ajudando a cada dia mais confirmá-la.

Tenho uma colega de sala que está vivendo uma crise de fé. Ela é evangélica, e não é por esse motivo obviamente, mas tem muitas crises, de experiência com Deus, pois não entende não só a existência de Deus colocando isto em dúvida, como também se Deus fala ou não com ela. Me disse que quer fazer um projeto de pesquisa sobre a existência de Deus. Uma primeira vez falei sobre como vivo e minha fé e quando eu falei tudo aquilo ela começou a chorar. Após isso não voltamos a falar mais de Deus.

Um dia, após uma prova, nos sentamos no saguão do nosso bloco para conversar e voltamos ao assunto. Eu fui lhe expondo a minha experiência. Fui contando dos meus encontros pessoais com Jesus, e de uma vida de fé. Eu lhe dizia que Deus não se expressa tão somente no “sobrenatural”, como ela tem sede de ver. Deus se expressa nos irmãos também, sobretudo nas pessoas mais simples, mais pobres e abandonadas. Fazendo o bem, vemos a Deus, O podemos sentir! Se Deus é essencialmente bem e bondade, quando fazemos o bem, sentimos esse prazer de tê-lo feito, esse amor, e quando isso atinge o ápice no sentir, sentimos Deus, nos encontramos com Ele.

Pedi a ela que fizesse uma experiência não tanto de falar com Deus, porque ela partilha que fala e fala, e ficar sentindo vazio, porque Deus não responde, Deus é omisso, se silencia. Eu lhe pedi que começasse a fazer uma experiência de profundo silencio, e que a única prece dela fosse: “Aqui estou Senhor”, como fez o pequeno Samuel (cf 1 Sm 3, 1-21) pra ver o que pode acontecer.

Eu lhe dizia e explicava tudo isso senti profundamente a presença de Deus! Tive um encontro pessoal com Ele, ali, no banco do saguão do meu bloco, na universidade. Não consigo explicar o quanto eufórico eu fiquei de alegria e êxtase. Falando com o coração pra ela sobre Deus, eu me encontrei com Aquele a quem eu anunciava. E voltei feliz e realizado pra casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.