quarta-feira, 21 fevereiro 2024

Testemunho – Ela morava sozinha. E se caísse?

elaNa nossa quadra havia uma senhora idosa que morava sozinha. De vez em quando vinha nos visitar para que lêssemos as cartas que recebia ou para pedir que a acompanhássemos para retirar a pensão. Em alguma data especial a convidávamos para estar conosco, e ela se sentia muito à vontade. Os nossos filhos também gostavam dela e sempre a recebiam com alegria: para eles era a “vovozinha”, para todos nós, o “menor” de quem o Evangelho fala. Um dia ela teve um derrame e os vizinhos logo nos chamaram, como se fôssemos a sua família natural. Ela ficou dois meses hospitalizada, sempre assistida por nós.

Quando se recuperou, aceitou ir morar numa casa para idosos. Mas continuamos a nos ocupar dela, com a colaboração de outras pessoas. Graças à vovozinha, muita solidariedade foi colocada em ação, no hospital e na nossa rua. (M. S. C.)

[divider style=”solid” top=”20″ bottom=”20″]