O Dicastério para os Bispos, por meio da Nunciatura Apostólica no Brasil, comunicou a decisão do Papa Francisco de nomear Dom Paulo Antônio de Conto, bispo emérito da diocese de Montenegro (RS), como Administrador Apostólico da Arquidiocese de Cascavel. A decisão foi tomada, após o Papa Francisco acolher o pedido de renúncia de Dom Adelar Baruffi, por motivos de saúde.

O Administrador Apostólico é um bispo designado pelo papa para governar uma Arqui/Diocese no período de sede vacante, ou seja, o tempo em que uma Diocese fica sem um bispo titular. Dom Paulo Antônio de Conto continuará a governar a Arquidiocese até a designação do novo bispo, por parte da Santa Sé. 

Dom Aparecido Donizeti de Souza, bispo auxiliar da Arquidiocese de Cascavel, segue em sua função de auxiliar, agora, de Dom Paulo. Dom Adelar Baruffi, agora, bispo emérito da Arquidiocese de Cascavel, seguirá residindo na casa episcopal. 

CHEGADA DE DOM PAULO EM CASCAVEL 

Dom Paulo chega a Cascavel na segunda quinzena deste mês, e no dia 22 de fevereiro, e atenderá a imprensa por meio de coletiva que será realizada às 8h30, na sala de reuniões da Mitra Diocesana/Cúria Metropolitana. 

A primeira celebração que marcará sua apresentação à comunidade ainda será agendada. Em breve, mais informações no site e redes sociais da Arquidiocese.

DOM PAULO ANTÔNIO DE CONTO 

Dom Paulo nasceu em 12 de outubro de 1942, dia de Nossa Senhora Aparecida, em Encantado (RS). Ele foi o quarto filho de onze irmãos do casal: Pio Luiz De Conto e Rosina Francisca Pretto De Conto. Cursou os estudos básicos na terra natal, depois ingressou no Seminário Menor Sagrado Coração de Jesus, em Arroio do Meio, em 1954. Cursou o ensino médio no Seminário Menor São José de Gravataí, seguindo para o Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição, em Viamão, onde cursou as faculdades de Filosofia e Teologia.

Fez um curso, durante seis meses, de Espiritualidade, em Roma.

Sacerdócio

Foi ordenado sacerdote no dia 13 de julho de 1968, em Encantado. Durante os anos de seu sacerdócio desempenhou as seguintes funções: Vigário Paroquial de Rio Pardo, em 1968; foi Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Pantano Grande, em 1969; Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição em Santa Cruz do Sul, em 1973; Pároco da Catedral São João Batista de Santa Cruz do Sul, em 1979; foi Reitor do Seminário Santa Cruz em Porto Alegre, com seminaristas da Diocese de Santa Cruz do Sul de Filosofia e Teologia, em 1985 e Vigário Geral da Diocese de Santa Cruz do Sul, em 1991.

Episcopado

Dom Paulo foi eleito bispo em 24 de julho de 1991, recebeu a ordenação episcopal no dia 15 de setembro de 1991, das mãos de Dom Alberto Frederico Etges, sendo concelebrante Dom Máximo André Biennès e Dom Aloísio Sinésio Bohn, para assumir como bispo da diocese de São Luís de Cáceres, em Mato Grosso. Escolheu como Lema de vida Episcopal: MIHI VIVERE CHRISTUS (Meu viver é Cristo. Fl 1,21).

Foi Presidente do Regional Oeste 2 da CNBB, de 1995 a 1998; Representante dos Bispos do Regional junto ao Clero, aos Seminários e à Pastoral de Fronteira (Brasil-Bolívia).

No dia 27 de maio de 1998 foi escolhido pelo Papa João Paulo II para primeiro bispo da recém-criada Diocese de Criciúma, em Santa Catarina. Tendo tomado posse na Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, no dia 15 de agosto de 1998.

No Regional Sul 4 da CNBB Representante dos Bispos junto ao clero e junto à Pastoral do Menor desde 1999; Presidente da Fundação Dom Jaime de Barros Câmara, em 2003.

No dia 2 de julho de 2008 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como primeiro bispo da recém criada Diocese de Montenegro, no Rio Grande do Sul. Tendo tomado posse no dia 6 de setembro de 2008.

Em 18 de outubro de 2017, o Papa Francisco acolheu o pedido de renúncia – por limite de idade – apresentado por Dom Paulo Antônio de Canto, tornando-o bispo emérito de Montenegro.

SOBRE A ARQUIDIOCESE DE CASCAVEL 

Criada em 1978, esta é a segunda vacância da Arquidiocese de Cascavel. Após a morte de Dom Mauro Aparecido dos Santos, em março de 2021, até a posse de Dom Adelar Baruffi,em novembro de 2021, a Arquidiocese de Cascavel teve como administrador diocesano o pe. Reginei José Modolo, que no fim do ano passado se tornou bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba. 

Bispos da Arquidiocese de Cascavel 

1º Bispo e 1º Arcebispo – Dom Armando Círio – 1978 a 1996, falecido em 11 de agosto de 2014.

2º Arcebispo – Dom Lúcio Ignácio Baumgaertner – 1996 a 2008, falecido em 01 de abril de 2023.

3º Arcebispo – Dom Mauro Aparecido dos Santos – 2008 a 2021, falecido em 11 de março de 2021. 

4º Arcebispo – Dom Adelar Baruffi – 2021 a 2024, emérito em 12 de fevereiro de 2024. 

Bispo auxiliar – Dom Aparecido Donizeti de Souza – 2022, atualmente. 

Fonte: Assessoria de Comunicação | Arquidiocese de Cascavel

LITURGIA DIÁRIA

Últimos Posts