“A mim o fizestes”: um projeto para dar visibilidade ao trabalho das Pastorais Sociais

Durante a 39ª Assembleia do Povo de Deus, que aconteceu em Curitiba (PR) entre os dias 21 a 23 de setembro de 2018, foi trabalhado a 5ª Urgência apontada nas Diretrizes do Regional Sul 2: Igreja a serviço da vida plena. Dentro dessa 5ª urgência está a necessidade de “acompanhar e fortalecer as Pastorais Sociais”. Pensando numa forma concreta de atender a essa necessidade, foi proposto aos participantes da assembleia uma ação para tornar conhecido e fortalecer o trabalho das Pastorais Sociais e também despertar novas lideranças para atuar nelas.

Para concretizar isso, foi proposto um projeto que usa a comunicação, especialmente os vídeos, para divulgar na própria igreja o trabalho desenvolvido pelas Pastorais sociais. Em cada mês, até a próxima assembleia, a secretaria do Regional Sul 2 da CNBB, disponibilizará vídeos curtos, com testemunhos de pessoas que atuam em alguma pastoral social ou até mesmo de pessoas que já foram atendidas por elas. Sendo assim, em cada mês, em todas as paróquias e comunidades do Paraná, será promovida alguma Pastoral Social.

Os membros da assembleia aceitaram a proposta e no momento da aprovação já foi definido o nome: “A mim o fizestes”. A motivação para o nome vem do Evangelho de Mateus (Mt 25, 31-46), no qual Jesus se identifica com as pessoas que tem fome, sede, não tem o que vestir, com o doente, o migrante, o presidiário, dizendo que todas as vezes que fazemos algo por essas pessoas é a Ele mesmo que o fazemos. E o trabalho das Pastorais Sociais é direcionado justamente a essas pessoas em situação de vulnerabilidade.

Assista ao vídeo explicativo abaixo:

Todos os vídeos podem ser acessados no canal do YouTube do Regional Sul 2 da CNBB: CLIQUE AQUI!

 

Confira também

Boletim de Rádio CNBB Regional Sul 2 – Sábado (24/11) – Domingo (25/11/2018)

As principais notícias da Igreja Católica no Estado do Paraná. Alguns destaques desta edição: – …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.