Pastorais Sociais

APRESENTAÇÃO

APRESENTAÇÃO

Pastorais SociaisTrata-se de proclamar a Boa Nova do Evangelho entre os mais pobres, através de uma presença, de um alerta, de uma ação social e de uma articulação-parceria.

  • Uma presença (testemunho) junto aos setores mais marginalizados da população, aos porões da sociedade, aos “infernos” do sofrimento humano.
  • Uma alerta (denúncia e anúncio) à Igreja e à sociedade civil sobre a existência desses submundos, alerta que é uma espécie de antena permanentemente sintonizada com o clamor dos oprimidos.
  • Uma ação social (serviço) que multiplica atividades de conscientização, organização e transformação, as quais levam à conversão pessoal, por um lado, e a mudanças concretas de ordem social, econômica e política, por outro.
  • Uma articulação-parceria (diálogo) com as demais igrejas, cristãs e não cristãs, e com as forças vivas que contribuem para transformar a sociedade em que vivemos.

Estrutura das Pastorais Sociais

Missão da Pastoral

  • Trata-se da organização de serviços que garantam a vivência de uma dimensão essencial da missão da Igreja, a pratica do amor aos pobres e a todas as pessoas que sofrem injustiças.
  • Assumindo com nova força essa opção pelos pobres, manifestamos que todo o processo evangelizador envolve a promoção humana e autêntica libertação sem a qual não é possível uma ordem justa na sociedade (DAp, 399).
  • A lição da Gaudium Et Spes: “As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens e mulheres de hoje, sobretudo dos pobres e de todos aqueles e aquelas que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos e discípulas de Cristo”.
  • Para a Igreja o serviço da caridade, assim como o anúncio da Palavra e a celebração dos sacramentos, é expressão irrenunciável da sua própria essência. (DAp, 399)
  • A missão da pastoral social se coloca nas fronteiras da evangelização, no mundo dos pobres e marginalizados (Missão da pastoral Social, 2008).

As Lições para as Pastorais Sociais

  • Inserção, articulação – integração crescente entre as várias pastorais sociais. A possibilidade de ações combinadas, no sentido de concretizar o espírito de uma pastoral “orgânica e de conjunto”.
  • A metodologia – Conjugação de eventos nacionais com infinitas manifestações locais. Podemos falar, efetivamente, em um grande “mutirão nacional”. Apesar das diferenças, foi possível unir esforços em ações conjuntas. Daí o caráter amplo, plural, aberto, democrático, ecumênico e participativo das iniciativas.
  • A participação popular plebiscitos, leis de iniciativa popular…
  • O protagonismo dos Excluídos atividades e reflexões crescem a partir das bases. O protagonismo dos excluídos caminha lado a lado com o protagonismo dos leigos e das mulheres.
  • Inserção sócio-política: O seguimento de Jesus tem desdobramentos sócio-políticos intransferível. Relacionar a ação localizada com uma visão global.
  • A espiritualidade libertadora, vivida no conflito e na gratuidade.

Organização

Coordenação – Jardel Neves Lopes – Arquidiocese de Curitiba
Vice-Coordenação – Marcia Ponce – Arquidiocese de Londrina
Secretaria – Dirce Laureano – Diocese de Umuarama.

COORDENAÇÃO

COORDENAÇÃO

 

Coordenador Regional
Jardel Neves Lopes
Fone: (41) 3271-2280
E-mail: jardel.lopes@pucpr.br

REGIONAL SUL 2 PROMOVE 1º ENCONTRO DE INCIDÊNCIA POLÍTICA

Nos dias 26 a 28 de maio aconteceu em Curitiba (PR) o 1º Encontro de Incidência Política com os conselhos de direito e as pastorais sociais do Regional Sul 2 da CNBB, ocupam acentos em Conselhos de Direitos. O encontro teve representatividade de todo o Estado do Paraná, com 56 participantes e foi assessorado por …

Leia Mais »

Seminário Regional de Incidência Política

A Comissão das Pastorais Sociais, Laicato e Organismos do Regional Sul 2 da CNBB promove Seminário Regional de Incidência Política, em Curitiba, nos dias 26 a 28 de maio. Confira a carta de convocação: Aos Senhores Arcebispos e Bispos, Aos Coordenadores Diocesanos da Ação Evangelizadora, Às Coordenações Regional e diocesana das Pastorais Sociais, Laicato e Organismos. …

Leia Mais »

Encontro Regional das Pastorais Sociais

Nos dias 21 a 23 de abril de 2017, reuniu-se em Guarapuava (PR), no Centro São João Diego, 57 representantes agentes das pastorais sociais de 15 dioceses do Regional Sul 2 da CNBB.             O encontro teve como tema Uma Pastoral Social Sociotransformadora. Com o objetivo de animar a caminhada das Pastorais Sociais do Paraná, …

Leia Mais »