Liderança do Regional Sul 2 participa do Seminário Nacional da Campanha da Fraternidade

Líderes de 16 dos 18 regionais da CNBB participaram do evento e voltam com a tarefa de multiplicar o aprendizado.

Estado, sociedade, agentes públicos, orçamento, monitoramento e avaliação, política de governo e política de estado, participação e controle social são temas que fazem parte do texto-base da Campanha da Fraternidade deste ano. A fim de preparar as lideranças em todo o Brasil para refletir sobre o tema, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promoveu, nos dias 23 a 25 de julho, em Brasília (DF), o Seminário Nacional da Campanha da Fraternidade 2019. Participaram 45 pessoas de várias regiões do Brasil.

O seminário tinha por objetivo aprofundar as três partes que integram o texto-base: ver, julgar e agir. Em 2019, o tema da Campanha da Fraternidade será: Políticas Públicas e terá como objetivo: “Estimular a participação em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade”.

Segundo o secretário executivo das Campanhas da Fraternidade, padre Luís Fernando da Silva, o Seminário Nacional tem como objetivo deixar os regionais da CNBB em sintonia com o projeto apresentado pelo texto-base. “O nosso grande esforço e empenho é entender quais são as linhas mestras e diretrizes que o texto-base apresenta para depois, numa linguagem acessível para nossas comunidades, poder ajudar as pessoas a entrar na dinâmica da campanha”.

Além de afetar a vida de todo mundo, o tema da CF 2019 adquire importância particular porque segundo padre Luís, no ano que vem, a sociedade terá um conjunto de governantes recém-eleitos. “Quando falamos de políticas públicas falamos de participação das pessoas no processo de gestão e controle. Cada um na sua medida e realidade. Todos os cristãos têm a missão e são chamados a participar do processo das políticas públicas. Este é o grande convite e contribuição da CF 2019”, disse padre Luís Fernando.

O assessor da parte do “julgar”, padre Antônio Aparecida, da diocese de São José dos Campos (SP), recordou que o lema da CF 2019: “Serás libertado pelo direito e pela justiça”, extraído do livro de Isaías (1,27), nos convida a praticar a justiça e o direito. “Os profetas chamavam a atenção dos líderes exatamente porque deixavam perecer as ovelhas, não cuidavam dos animais feridos, descuidavam da ovelha mãe. A nossa fé nos impulsiona a ter o cuidado com as ovelhas feridas, machucadas e abandonadas”, ressaltou.

 

REGIONAL SUL 2

O Sr. Rozalino Ramos, da Diocese de Guarapuava, representou a Igreja do Paraná nesse Seminário. De acordo com ele, a intenção agora é trabalhar com muita intensidade, em nível de Regional Sul 2, todos os assuntos abordados nos três dias de trabalho.

Para o dia 09 de dezembro deste ano, conforme contou Sr. Rozalino, representantes de todas as dioceses e arquidioceses do Paraná se reunirão na Casa de Líderes Nossa Senhora de Guadalupe, em Guarapuava, para tratarem da CF 2019. “Neste encontro, vamos fazer uma avaliação do que foi estudado em Brasília e também nos preparar para os desafios da Campanha da Fraternidade, que abordará o importante tema: Políticas Públicas”, sublinhou Sr. Rozalino.

Confira também

CARDEAL DOM GERALDO MAJELLA CELEBRA 40 ANOS DE EPISCOPADO EM LONDRINA

Uma caminhada de serviço à Igreja como o próprio Deus deseja. Durante sua vida, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.